domingo, 30 de maio de 2010

Quais são as hipóteses de Bellucci?


Houve uma frase que despoletou este pequeno comentário. Mas esse jogo não tem história...lol. Pois eu acho que pode ter história. É um risco afirmar isto, mas também é uma banalidade aceitar o contrário. Houve apenas 13 jogadores que conseguiram derrotar Rafael Nadal em terra batida. Acredito que o brasileiro Thomaz Bellucci pode vencer, amanhã, Rafael Nadal. Os argumentos assentam precisamente na imprevisiblidade do brasileiro e não é preciso fazer um jogo perfeito. O esquerdino Bellucci é um jogador singular, desconcertante, que joga sem pressão, veloz, técnico, grande serviço, corajoso, que pensa rápido e arrisca. Não vale a pena adjectivar mais. As possibilidades de acertar são 20%. Se falhar, continuam a achar que sou um velho inofensivo. Se acertar, só peço que não me venham com os ses.
Nota : Rafael Nadal ganhou em 3 sets. Bellucci fez um grande jogo, pôs Nadal 3 vezes seguidas em sentido perante a lotação máxima de 15.166 espectadores do Court Philippe Chantrier, que pagaram para ver uma história que durou 2H33' e ninguém reclamou do espectáculo.

sábado, 29 de maio de 2010

Vitória histórica do andebol português


O Sporting CP conquistou a Challenge Cup vencendo a equipa polaca do MMTS Kwidzyn e faz história no andebol português ao conquistar a primeira competição europeia para o nosso país. O Sporting conquista assim o 22º título europeu, sendo 1 no futebol, 15 no atletismo, 5 no hoquei em patins e 1 no andebol e é o 3º clube europeu com mais títulos conquistados, depois do Barcelona e Real Madrid.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Lapidar 13

Vou ainda ter 10-15 anos para treinar a Selecção. (Jorge Jesus)

Nota : Acho que já cá não estarei. Não sei se é uma chatice. Mas deve dar um grande gozo, estar cá para ver. Deve ser impagável, a figura dele a correr de um lado para outro, a balbuciar palavrões, a mascar chicletes, a gesticular, desgrenhado e completamente louco. Haverá jornal Record? E haverá país nessa altura? Não sabemos.

Igualdade para todos


Comunicado da Comissão Disciplinar (CD) da Liga : 1. Arquivamento do processo disciplinar a Rui Costa, respeitante aos alegados distúrbios do túnel da Luz. (parece que as câmaras de filmar estavam desligadas) 2. Considerar prescrita a infracção atribuída a Jorge de Jesus. (parece que a mão na cara de Ruben Micael, era só para lhe dar uma festinha) 3. Aplicar pena de 35 dias de suspensão e uma multa pecuniária de 1250 euros a António Salvador, presidente da SAD do Sporting de Braga por afirmações inseridas na página oficial do clube na internet e reproduzidas por órgãos de comunicação social. (parece que A. Salvador consegue influenciar e alterar a linha editorial desses meios de comunicação social) 4. Multar o FC Porto por 3500 euros por o site do clube conter afirmações contra o presidente da CD da Liga. (parece que o presidente da CD está acima de quaisquer comentários) 5. Multa de 500 euros e suspensão de 30 dias ao presidente do Vitória de Guimarães por presença não autorizada nos balneários. (parece que o presidente estava com dores de barriga, mas isso não foi considerado)

Todos os animais são iguais, mas há uns mais iguais que outros. (George Orwell)

quinta-feira, 27 de maio de 2010

E onde estão os milhões?


Então, excluindo os idiotas, alguém acreditava na chuva de milhões para a venda das 3 "vedetas" do Benfica? LOL. Estes tipos não são credíveis. Não têm vergonha, já sabemos, mas qual é a vantagem de dia após dia serem desmentidos? Se os jornalistas são pacóvios e trauliteiros quanto baste, como se aguenta um director de jornal que permite a risota de todos? O mesmo aconteceu na economia de vários países e sabemos o resultado. Bancarrota.
Pode-se, de facto, enganar toda a gente durante muito tempo. (António Barreto)

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Mais que campeões

Alguns sacrifícios feitos por atletas com a finalidade de atingirem os seus sonhos foi sempre uma coisa que me fascinou. Tenho um irmão que quis ser jogador de futebol quando era muito jovem. Chegou a ser titular de um clube importante, enquanto juvenil. Só tinha pé direito e o pé esquerdo era cego. O meu pai, obrigava-o a jogar com uma sapatilha no pé esquerdo e com o pé direito descalço. Carlos Lopes treinava todos os dias às seis da manhã com Moniz Pereira, muitas vezes debaixo de chuva intensa e muito frio, para depois às oito da manhã, entrar ao trabalho. Vanessa Fernandes, desde muito pequena, corria pela estrada fora da sua aldeia, magrita e exposta ao frio, e o seu pai segui-a numa velha motocicleta. Ronaldo, com 14 anos e que vivia com outro atleta numa pensão na avenida da Liberdade, ia para o parque Eduardo VII, à noite, treinar com uma bola, durante horas a fio.
Os exemplos são muitos, mas só me lembro destes, agora. Tudo isto vem ao caso, porque li um artigo sobre a tenista francesa, Aravane Rezai. Filha de pais que deixaram o Irão, Aravane nasceu em St. Etienne e começou a jogar ténis orientada pelo pai, Arsalan, um mecânico de automóveis e os primeiros treinos nos courts públicos que existem em França foram feitos à luz dum velho e pequeno carro às 11 horas da noite, e depois ainda ajudava nos trabalhos de casa. Ela não teve a mesma infância da maioria das pessoas. Foi duro para ela, que tem uma agressividade interior e sabe como colocá-la para fora. Esta é a sua força, confirma Mouratoglou, o seu actual técnico.
Conheço dois jogadores que não têm sapatilhas de ténis apropriadas, e pedem emprestadas a outros sobre qualquer pretexto, ou então usam as que têm que escorregam muito, principalmente na terra batida. Para mim, quando vou a um torneio e eles estão lá, vejo sempre os jogos deles e desejo muito que ganhem.

Lapidar 12

Fazer primeiras páginas dizendo que o Di Maria, David Luiz e Fábio Coentrão são do Real Madrid, isso é uma fantochada completa. (Luis Filipe Vieira)

Sporting CP tenta conquistar títulos europeus


O Sporting Clube de Portugal é o 3º clube da Europa com mais títulos europeus conquistados. O primeiro é o Barcelona com 59 títulos, em segundo o Real Madrid com 25 títulos e em terceiro o Sporting com 21 títulos europeus. No futebol conquistou 1 Taça das Taças, em atletismo conquistou 1 Taça de Campeões Europeus (pista) e 14 Taças de Campeões Europeus (crosse) e em hoquei em patins conquistou 1 Taça do Campeões Europeus, 3 Taças das Taças e 1 Taça CERS.

No próximo fim de semana, o Sporting CP tentará conquistar a Taça Challenge em andebol, num título que será histórico para o desporto português e tentará conquistar a 2ª Taça dos Campeões Europeus de atletismo, em Vila Real de Sto. António, em disputa com os mais fortes clubes do mundo, que a ser efectivado constituirá um feito extraordinário.

Se juntarmos a estes títulos europeus, os numerosos títulos europeus, mundiais e olimpícos a nível individual, o Sporting Clube de Portugal é certamente um Clube sem par na história do desporto mundial.

terça-feira, 25 de maio de 2010

O último abraço de Mourinho a Materazzi

video

José Mourinho entrou no carro e arrancou. Cinquenta metros e pára. Mourinho sai do carro e dirige-se para Materazzi que estava encostado à parede. Um longo abraço. Dois homens que choram. O grande capitão e o treinador. O saber e o carácter. E o que é o saber sem o carácter?

Os verdadeiros chefes são aqueles que assumem o poder por necessidade, porque não conhecem nem melhores nem iguais, a quem essa tarefa possa ser confiada. (Platão)

O marketing do Benfica


O mentiroso mente sempre. Nunca diz a verdade. Senão não seria mentiroso. O jornal Record anunciou ontem, a venda de Di Maria e as eminentes vendas de David Luiz e Coentrão. Milhões, muitos milhões a entrarem para os cofres da Luz. E ainda uns dois ou três jogadores de brinde, para serem reciclados pelo Benfica e para o ano gerar mais milhões. A Bola, outro orgão semi-oficial do clube, tinha mais cuidado no tratamento da informação retirada do jornal espanhol a Marca. E o pessoal acredita, há idiotas para tudo. Acreditam nestas e noutras promessas que por aí andam.

O que parece mesmo certo, e estes dois jornais não dizem, é que a Benfica Star Funds meteu no SL Benfica 32,225 ME e querem ver o deles e os juros, o mais depressa possível, porque isto não está fácil para ninguém. O resto é para vender jornais e para os idiotas que os compram por vaidade.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Queiroz sem futuro

Pouco presente e nenhum futuro. Um treinador decadente, sem ideias e ambição. Que teve a distinta incompetência de excluir jogadores por não terem futuro. Como disse num post anterior vão ser os jogadores a salvar a selecção de Portugal. Como é possível uma personagem destas afundar uma geração de jogadores e os portugueses passivamente a assistir. Possível é, no futebol e noutras coisas. Dá-se a indemnização de 3 anos que faltam cumprir de contrato, e que vá à vida. Evidente, que esta é a primeira fase com os jogadores sem chefia a tentar resolver os problemas por si próprios. Faltam 17 dias. Não há que ter medo das palavras. O rei vai nu. Pensa que tem um magnífico fato real, que só as pessoas inteligentes conseguem ver. Este tipo não presta! Rua com ele!

Treinar


No último Estoril Open, o alemão Bjorn Phau treinou com um jovem português de 16 anos, um grande talento, que procura resultados para se impor, mas que devido às suas características especiais aparecerão um pouco mais tarde do que é normal. No final dirigiu-se ao senhor seu pai e ao treinador, que é um dos mais reputados do ténis nacional e elogiou o português. Fez apenas um pequeno reparo, que tinha a ver com o jogo de pés, que devia ser melhorado, porque de resto, tinha tudo para ser um jogador com largo futuro. Nos momentos em que vou assistir a alguns treinos, na perspectiva de conhecer melhor determinadas características dos jovens e actualizar-me com novos métodos de treinadores, reparo sempre em muita coisa de cada um, até sei enumerar os pequenos tiques e superstições dos tenistas. Como sou velho de idade, tento ser jovem o mais tarde possível para fazer a transição.

É através do treino que todos podem melhorar, dar sequência a qualidades naturais que estão à sua disposição e ao seu gosto e prazer em jogar. Portugal dispõe de uma quantidade enorme de jovens com muito valor, e muitos com qualidades excepcionais, que só o treino pode potencializar. Alguns não têm resultados imediatos devido a circunstâncias que têm a ver com o seu crescimento e desenvolvimento, porque este factor varia de atleta para atleta. Nessas rondas que faço pelos courts, para ver ténis, em vez de ficar em qualquer café, ou a coleccionar selos, ou a podar roseiras, detecto duas ou três coisas que gostava de referir agora.

Desde logo, o próprio treino em si. Quem treinar mais e melhor tem o futuro garantido. Treinar muito, com dedicação, humildade e esforço. Verifico muitas vezes que os treinos se resumem a brincadeiras e à galhofa, e depois de bem espremidos não há sumo. Meia-hora de treino intenso supera duas horas de brincadeira tenística. Depois, verifico que os treinos se resumem a muita gente dentro do court, a lançar bolas de lá para cá e de cá para lá. Quase não há treinos personalizados. Compreendo, que pagando todos e havendo direitos iguais, será difícil personalizar o treino. Mas é possível, uns praticarem serviços, outros treinarem jogo de pés, outros estudarem a sua posição em campo, outros fazerem exercícios que potenciem o "andamento" da bola, por exemplo. Em vez, de estarem todos ao molho a bater bolas de um lado ao outro. Portanto, mais treino e mais qualidade de treino.

Tenho a certeza de poucas coisas na vida. Mas tenho a certeza, absoluta que quem treinar mais e com qualidade avança mais também. Não tenham dúvidas disso.

domingo, 23 de maio de 2010

O conselho de Mourinho


Trascrevemos um artigo do jornalista espanhol Enrique Ortego (Marca), que evidencia um nível que infelizmente não existe nos nossos jornais desportivos, talvez por terem olhos de ver tingidos de vermelho. O artigo intitula-se O conselho de Mourinho.

1. Movimentos estudados. Para José Mourinho o terreno de jogo é como um gigantesco tabuleiro de xadrez e os seus jogadores são as peças que move de forma estudada e trabalhada. Não pode haver outra explicação para a sincronização que têm quase todos os movimentos, tanto defensivos como ofensivos, que executa a equipa ao longo do jogo.

A marcação a Robben, efectuada em diversas zonas do terreno, foi o exemplo mais sofisticado. Mas não pode passar de forma inadvertida como Zanetti se colocava automaticamente a lateral direito, sua posição original de juventude, cada vez que Maicon passava do meio campo para se incorporar no ataque. Ou como Sneijer saía indistintamente a Van Bommel ou Schweinteiger cada vez que estes jogadores tentavam canalizar o jogo.

2. Milito e Eto'o. Ambos chegaram no princípio da temporada ao Inter. Dos dois avançados, Mourinho nunca descartou nenhum dos dois, e inclusivamente chegaram a jogar juntos das poucas vezes que jogou em 4-4-2, mas quando optou por jogar com esse 4-2-3-1, o grande sacrificado foi o camaronês. Depois contratou Pandev no mercado de inverno para substituir a Eto'o que foi para a Taça de África.

De volta, havia que tornar compatíveis aos três...e Mourinho conseguiu, mas sacrificou os dois para as laterais. O ex-Barça, à direita, o ex-Lazio, à esquerda. Milito no meio, no seu posto inato.

Enquanto o argentino se converteu no homem chave da equipa com quatro golos decisivos. Taça de Itália, Campeonato em Sienna e final da Champions(2), o camaronês desde a lateral corre mais para trás que para a frente e apenas pisa a área, remata. Uma pena porque o Inter ganhou um todo-o-terreno, mas perdeu um goleador.

3. Defender e atacar. Defensivamente a organização táctica das equipas de Mourinho é quase perfeita. Acumula muitos homens atrás da bola e ocupa perfeitamente todos os espaços. Defende com oito, como mínimo. Mas isso não quer dizer que não ataque. Quando tem a bola sai com cinco ou seis jogadores como mínimo. A saber, pelas laterais sai com Maicon e Zanetti, que tem sido o lateral esquerdo nos últimos jogos. Por dentro com Sneijder, que conta sempre com Cambiasso por perto, para uma parede e um apoio e à frente estão os três avançados que cobrem toda a linha da frente. Eto'o, Milito e Pandev.

Não tenho nenhuma dúvida, que no Real Madrid, Mourinho dará uma volta total a esta forma de jogar. Os avançados não baixarão tanto e os centrocampistas terão a bola mais tempo em seu poder. Não haverá tanto passe directo da zona central aos seus avançados e haverá mais caudal de jogo combinado. Tempo ao tempo.

O onze finalista do Inter de Milão


A equipa do Inter de Milão que iniciou a final de Madrid tinha uma média de idades de 29,6 anos e média da altura de jogadores é de 1,817m. Com estes dados e com a lista de jogadores que abaixo transcrevemos, podemos compreender porque Mourinho sai do Inter, porque constrói tácticas defensivas para defender a sua cidadela e a estratégia no percurso geral da sua carreira. Compreender como se motivam jogadores, a ajuda da equipa técnica e porque na Europa, num congresso de médicos, num restaurante, na rua, em privado, na política se comenta a inteligência e a personalidade do português.

O Inter de Milão alinhou com : Júlio César (BRA) 30anos, 1,86m ; Javier Zanetti (ARG) cap., 36 anos, 1,78m ; Lúcio (BRA) 32 anos, 1,88m ; Maicon (BRA) 28 anos, 1,84m ; Walter Samuel (ARG) 32 anos, 1,84m ; Chivu (ROU) 29 anos, 1,84m ; Wesley Sneijder (NED) 25 anos, 1,70m ; Cambiasso (ARG) 29 anos, 1,78m ; Samuel Eto'o (Camarões) 29 anos, 1,80m ; Diego Milito (ARG) 30 anos, 1,83m e Goran Pandev (Macedónia) 26 anos, 1,84m.

Mourinho : Il lavoro qui è finito


Quarantacinque anni dopo il cielo d'Europa si è colorato di nerazzuro. ( Corriere dello Sport )

Mourinho, que volvió a estar perfecto en la dirección, logra un triplete histórico. ( Marca )

José Mourinho a montré qu'il était le meilleur tacticien d'Europe et peut-être du monde. ( L'Équipe )

Now for the Real prize : Mourinho targets Madrid job after claim historic treble. ( Daily Mail )

A vitória do Imperador. ( A Bola )

José Mourinho is only third coach to win Europe's top club competition with two clubs. ( CNN )

O Maior ( O Jogo )

Lapidar 11

Ela é um treinador fantástico, um ganhador por excelência, mas não um Super-Homem. (Luís Avelãs, Record)
Nota : Lol. Grande frase. O Super-Homem é o Clark Kent, da banda desenhada. Um cromo este Avelãs. Palavras para quê? É um artista português! Essa azia é uma chatice. Umas pastilhas Rennie e isso passa.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Salvador Cabañas


A guerra do Paraguai foi o maior conflito armado internacional ocorrido na América do Sul, e durou 5 anos, entre Dezembro de 1864 e Março de 1870. Por disputas fronteiriças e outras o Paraguai invadiu o Brasil, pela província brasileira de Mato Grosso. Num conflito de extrema violência, a Tríplice Aliança (Brasil, Argentina e o Uruguai) derrotou o Paraguai, que perdeu mais de 40% do território para o Brasil e Argentina. O Paraguai perdeu mais de 300.000 homens nos combates e devido à peste e outras doenças, e esta guerra transformou este país num dos mais pobres da América do Sul. Segundo alguns autores o Paraguai perdeu 90% da população. No final, e excluíndo velhos e crianças, o Paraguai tinha 3.000 homens em idade de procriação. Num discurso histórico e muito comovente, a presidente apelou a que as mulheres paraguaias não tivessem vergonha de ter vários homens, porque o que interessava era tentar que os paraguaios não desaparecessem. Assim, cada menino do sexo masculino era tratado com imenso cuidado e como fosse um tesouro.
O drama de Salvador Cabañas ultrapassa a esfera e rivalidade desportiva. O médio da selecção paraguaia e do América do México foi baleado na cabeça e passou por uma cirurgia delicada. Internado durante muitos meses não tinha previsão de alta. O médico que o operou limitou-se a dizer : A parte médica terminou, Temos agora que esperar. Está nas mãos de Deus.
Salvador Cabañas já treina. Voltará a jogar, pensa-se. Mas não estará no Mundial de futebol da África do Sul. Há a perspectiva de seguir com a selecção paraguaia para o Mundial e fará companhia a Óscar Cardozo, o fenomenal jogador de futebol que joga no SL Benfica.

Lapidar 10

Se der 100 à hora já é muito bom. (Ronaldo)

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Lapidar 9

Portugal tem uma boa equipa, com Cristiano Ronaldo, mas não chega para ganhar o Mundial. Nem com Cristiano a mil a hora teriam possibilidades. (José Mourinho)

Nota : Também acho que não temos possibilidades, se o Cristiano jogar a mil a hora.

MLB continua a desiludir


Michelle Larcher de Brito foi um cometa que apareceu há uns anos atrás. Desde muito jovem, revelou-se um grande talento, um diamante para lapidar de intenso brilho e de grande fulgor. Os seus resultados e exibições chamaram a atenção de todos que seguem o ténis a nível nacional e internacional. Todos acreditaram que estava ali a mais preciosa jóia que o ténis português tinha produzido. Mas os diamantes requerem um bom lapidador. Porque há diferença abismal entre um diamante usado para uso industrial ou para joalharia. E mesmo na joalharia existem muitas e diferentes aplicações. Depois de lapidado um diamante conforme a dimensão, brilho, cor e peso tem um determinado valor. Uma má lapidação arruína um diamante.

O passo entre um talento confirmado e um talento precoce, é um passo muito curto. Quando se joga ténis em criança, muitos factores não são considerados e até devem ser desprezados, para deixar o/a jovem aclarar e exponenciar todas as suas qualidades e potencialidades que o irão caracterizar no futuro, nomeadamente a inteligência. Um atleta quando é espremido como um limão, em jovem, dá um excelente sumo. Mas não pode durar sempre. Encanta os pais, os fãs e os observadores, mas é um caminho errado. Basta conhecer a história do desporto, onde estes casos são abundantes em excesso, para prever com um certo grau de certeza, o futuro.

Mas, se sobre os ombros de um jovem pesa a responsabilidade de levar ao colo a família, ou seja desde muito novo, arcar com o peso do seu sustento, a situação é muito grave. E uma crise nacional e mundial fazendo estagnar o crescimento pode ser simplesmente o princípio do fim. Acabam os apoios e patrocínios, os convites escasseiam e lentamente tudo se esfuma. No mundo de hoje, a árvore avalia-se pelos seus frutos.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Iron man


A verdade desportiva ainda é importante para alguns atletas. E quando se trata de jovens é de realçar. Aprecio muito a honestidade e o carácter no desporto. Mais do que uma boa jogada, aprecio os gestos grandiosos. Recentemente, num torneio de ténis juvenil internacional, participaram os melhores dos nossos tenistas de determinado escalão. Estes torneios não têm árbitros de cadeira. Só há árbitro de cadeira na final. Os dois adversários vão jogando e quando surge uma bola duvidosa entendem-se. Se não chegarem a acordo, chamam o juiz árbitro que anda de court em court a observar se tudo corre bem. O árbitro ao chegar, observa a marca da bola na terra batida (questão mais comum) ou analisa as dúvidas que os jogadores lhe colocam. E decide. Muitos jogadores em bolas duvidosas dispensam sempre o árbitro e aceitam ter perdido o ponto, mesmo que na realidade a bola tenha sido fora.

Neste torneio, um jogador português (A), frequentemente colocava dúvidas sobre muitas bolas. Os companheiros, que já o conhecem dos inúmeros jogos nacionais, sabem que é uma característica dele. Recentemente, este jogador enfrentava nesse torneio um forte jogador de outro país (B). B não reagia às constantes bolas dentro dadas fora e bolas fora dadas dentro de A. Os companheiros de A assistiam envergonhados à cena. Iron man foi como ficou baptizado o jogador B pelos companheiros de A. O encontro foi ganho por A. No final, discretamente 3 companheiros de A foram pedir desculpas a B e disseram que nem todos os portugueses são assim. Iron man teve a oportunidade de constatar isso mais tarde. A minha homenagem sincera a todos os Iron man do ténis.

terça-feira, 18 de maio de 2010

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Lapidar 8

Eu, se me fizessem aquilo que fizeram ao Jesualdo, tinha feito pior, tinha-os mandado àquela parte. Foi escandaloso como o Jesualdo foi tratado pelos jornalistas. Para fazer aquela pergunta tinha ido lá a minha mulher a dias, com o devido respeito, não ia um jornalista. (Dr. Eduardo Barroso, na TVI24)

Os seleccionadores


Penso que dentro de uns anos as coisas vão mudar. Deixar nas mãos de uma só pessoa, a capacidade de seleccionar 23 jogadores, para disputar o Mundial que se realiza de 4 em 4 anos, parece-me excessivo. Um poder enorme, para umas mãos demasiado pequenas. Quando um seleccionador precisa de fazer publicidade para ganhar algum, parece-me mal. Nem preciso de avançar muito mais que todos me entendem. O maior ordenado do mundo é atribuído ao Presidente do Supremo Tribunal dos EUA. Todos os meses recebe um cheque em branco. Ele coloca livremente a verba que o bom senso indica. Incorruptível. Todos entendem, também.

O poder de seleccionar em nome de um país devia ser entregue a um colectivo. Tipo conselheiros de Estado. Neste caso, selecção nacional de futebol. O treinador da selecção nacional e os seus adjuntos limitavam-se a treinar e a orientar a equipa nacional. O poder de excluir, de nomear e ainda de definir o futuro de todos não devia estar na mão de uma só pessoa. Muito menos quando não foi eleita, foi contratada.

Lista dos ausentes do Mundial 2010


A lista das ausências ao Mundial 2010 na África do Sul é impressionante. Não contamos com os lesionados ou com as renúncias, somente com os não escolhidos. Daria para fazer duas selecções de alto nível mundial. E fica-se a pensar em que mãos pequenas está o poder para influenciar decisões tão importantes. Pequenas ditaduras.

Guarda-redes : Alves (Almeria) Brasil ; Quim (Benfica) Portugal ; Hilário (Chelsea) Portugal ; Robinson (Blackburn Rovers) Inglaterra. Defesas : Emanuelson (Ajax) Holanda ; Marcelo (Real Madrid) Brasil ; Aly Chissokho (Lyon) França ; Alex (Chelsea) Brasil ; Roberto Carlos (Corinthians) Brasil ; Javier Zanetti (Inter) Itália ; Wayne Bridge (Manchester City) Inglaterra ; Gaby Milito (Barcelona) Argentina . Médios : Nasri (Arsenal) França ; Hargreaves (Manchester United) Canadá ; Diego (Juventus) Brasil ; Totti (Roma) Itália ; Patrick Vieira (Manchester City) França ; Cambiasso (Inter) Argentina ; Gago (Real Madrid) Argentina ; Riquelme (Boca Juniors) Argentina ; João Moutinho (Sporting) Portugal ; Lucho González (Marselha) Argentina. Avançados : Quaresma (Inter) Portugal ; Ruud Van Nistelrooy (Hamburgo) Holanda ; Luca Toni (Roma) Itália ; Ronaldinho (Milan) Brasil ; Adriano (Flamengo) Brasil ; Amauri (Juventus) Itália ; Pato (Milan) Brasil ; Ben Harfa (Marselha) França ; Lizandro Lopez (Lyon) Argentina.

domingo, 16 de maio de 2010

Desportivo de Chaves entra a ganhar

Para mim, entram a ganhar, e com um golo excepcional. 80 autocarros das 52 freguesias do concelho de Chaves vêm ao Jamor, apoiar o Desportivo. Mas os adeptos flavienses não vêm de mãos a abanar. Presuntos de Chaves, pastéis, salpicões, folares, cordeiros, vitelas e até porcos no espeto, fazem parte duma autêntica feira gastronómica, bem regada com vinho da região. Oito mil transmontanos de grande categoria, moral e desportiva. Portugueses de dimensão antiga. E eu, aqui tão perto do Jamor, porque não hei-de ir lá espreitar?

Veja todas as contradições

O SL Benfica fez um enorme esforço financeiro, desportivo e não só, para conseguir o título de campeão nacional. Assim, estará na Champions League e receberá 7 milhões de euros por isso. O Benfica para reforçar a sua equipa para esta competição europeia, iniciou as contratações, e a primeira aquisição anunciada é Nicolas Gaitán, o avançado do Boca Juniors, por 8,6 milhões de euros. As garantias bancárias referentes às 3 prestações e ao primeiro pagamento de 2,9 milhões de euros ainda não chegaram a Buenos Aires. Não acreditamos, que o lobo mau, o FC Porto, esteja interessado nesta fragilidade, para roubar novamente um jogador argentino que não consta dos planos de Maradona e da lista dos 30 pré-convocados da Argentina.

sábado, 15 de maio de 2010

Pinto da Costa vence eleições

Decorreram este sábado, num ambiente muito calmo, as eleições para o triénio 2010/2013 dos orgãos sociais do FC Porto, onde a única lista concorrente, liderada por Jorge Nuno Pinto da Costa, venceu com 98% dos votos.
A notícia não refere quantos associados participaram no evento. Mas isso também não interessa nada.
Há mentiras, grandes mentiras e há estatísticas. (Mark Twain)

Rafel Nadal e Cristiano Ronaldo



Cristiano Ronaldo assistiu esta semana a todos os encontros do seu amigo Rafael Nadal no Masters 1000 Madrid. O maior jogador do mundo apoia o amigo que é um ferveroso adepto do Real Madrid. Esta ligação ao ténis da parte do maior expoente do futebol mundial é um aspecto muito curioso. É sempre melhor que seja o futebol a aproximar-se do ténis do que o contrário. Se algum dia o futebol, os clubes de futebol aspirarem a ter equipas de ténis, estou firmemente convicto que o ténis acabará. Virão as tochas, os petardos e as claques. O ténis acabará, no sentido, de que jamais haverá este espírito que existe actualmente. Amanhã a final do ATP Madrid será entre Rafael Nadal e Roger Federer. Dois grandes senhores, que são amigos e se respeitam. É deste espírito que falo.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Lapidar 7

Foi por estas montanhas que demos umas cacetadas aos italianos por isso creio que em homenagem ao Viriato podíamos ter um nome aproximado disso. (Carlos Queiroz, na primeira conferência de imprensa)

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Rui Santos


A Wikipédia refere que Rui Santos é um jornalista português que nasceu a 6 de Junho de 1960. Vai fazer, portanto 50 anos. Refere ainda que Rui Santos publicou o seu primeiro artigo no dia 12 Janeiro de 1976 no jornal A Bola. Acrescento, que foi pela mão de seu tio, o jornalista Vítor Santos que publicou este artigo antes de completar 16 anos. Refere ainda que é comentador da SIC e da SIC Notícias e que colabora no Record. Refere ainda que foi autor de uma petição online "Pela Verdade Desportiva". Acrescento que a UEFA e a FIFA estudam esta proposta genial. A Wikipédia refere ainda que Rui Santos é um dos maiores activistas a favor do casamento homossexual.

Todos os patinhos sabem bem nadar, cabeça para baixo, rabinho para o ar. (canção infantil)

Limpeza de balneário


A partir de Maio, mais nenhuma notícia sairá do balneário, as novidades sou eu que as dou, se há jogadores que são amigos dos jornalistas, eu também sou amigo de alguns, afirmou Costinha numa conferência de imprensa na segunda quinzena de Abril, e a quem os habituais papagaios atribuíram uma certa arrogância. Os boatos e as insinuações pararam, os empresários sabem que se piarem, não vendem os produtos, e os jogadores estão de férias. Nos blogs leoninos as conversas não param, mas nada se sabe. Os militares dizem a informação a quem interessa, e neste momento o acesso a ela é muito restrito. A limpeza de balneário está quase terminada e logo que isso aconteça, começarão a ser reveladas as novas aquisições, principalmente depois de saírem as listas definitivas para o Mundial.


O jornal, O Jogo, refere que 13 dos 25 jogadores tem a porta de saída aberta. Se Polga, Caneira, Izmailov, Postiga, Vukcevic, Abel, Tiago, Ricardo Baptista, Pedro Silva são nomes apontados à saída, depois de em alguns casos ser necessário regularizar os contratos, noutros casos tem que ser considerados os empréstimos, caso de Mexer, por exemplo. Toda esta negociação demora tempo, tem avanços e recuos, e não se comove com a pressa dos jornais em divulgar resultados. Certo, mesmo certo, é o facto de que a apresentação da equipa para a nova época começa a 15 de Junho, e mesmo assim muito dependente dos internacionais, que só integrarão ou não a nova equipa bastante mais tarde. O segredo é a alma do negócio. A concentração dos curiosos na selecção nacional facilita este momento de alguma concentração. E depois existe a fé. Os adeptos que acreditam. E, aqueles, que como sempre, põem defeitos em tudo. Quanto aos outros, devo dizer a cada um, que a biologia é a ciência que estuda a vida, vai à tua que eu vou à minha.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Peter e Kasper Schmeichel


Vi jogar o mítico Azevedo no Sporting CP e no Oriental (no final da carreira), com o braço partido ligado ao peito, ganhar 3-1 ao Benfica, defender um penalti e efectuar defesas espantosas. Vi jogar o extraordinário Carlos Gomes todo de negro ( só contra a Académica e selecção nacional vestia a camisola amarela), comprado por 50 contos ao Barreirense, teve que sair para a Espanha com problemas ainda hoje não definidos, indo para o Oviedo ( no hay diñero no hay portero) e depois para Marrocos. Vi jogar o imponente e poderoso Carvalho, que esteve na selecção nacional do mundial de 1966 em Inglaterra. Vi jogar o ágil, fiel e soberbo Victor Damas, que tinha duelos excepcionais, sem par, com Eusébio Silva Ferreira, o maior jogador português e mundial de todos os tempos. Vi jogar o leal e corajoso Ricardo, e recordo no Europeu disputado em Portugal, as suas defesas nos penaltis e como tranquilamente marcou o último, tirando as luvas lentamente e colocando os portugueses em delírio (embora alguns, os do costume, mais tarde denigrissem a sua imagem).


Peter Schmeichel chegou a Portugal na época 1999/2000, tendo sido campeão nessa época, depois do Sporting CP estar 18 anos sem ganhar um campeonato. Nos treinos, o seu filho Kasper de 13 anos treinava com os titulares e suplentes encantando tudo e todos, e com o maior respeito da parte dos adeptos e dirigentes. Kasper Schmeichel fez aos 15 anos um contrato profissional com o Manchester City ( a foto no topo refere esse dia). O dinamarquês Kasper tem 23 anos, está livre e actuava no Notts County. Chelsea e Bayern Munique estão na corrida pela sua contratação. Ora aqui está uma belíssima ideia para Costinha tentar que os caminhos do destino passem pelo Sporting CP.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Maria Sharapova


Aprecio muito beber um bom vinho. Velho ou novo, desde que seja de qualidade. Hesito sempre na sua escolha e perco imenso tempo nos restaurantes, pesando os prós e os contras. Tive uma wine shop e foi durante bons anos o meu hobby. Passava horas a falar com os vendedores e entrei num mundo a que poucos têm acesso. De ano para ano, a qualidade dos mesmos varia, ou seja um vinho de marca pode ser bom num ano e fraco no seguinte. Não sou fiel a nenhuma marca em especial.

Comecei o post deste modo, propositadamente, para introduzir a minha opinião sobre o ténis feminino actual. Alguns dirão que abusei da bebida outros tu bates mal, man ! Na verdade, quando vejo um jogo de ténis masculino, quase sempre sei com o que conto. Quando aprecio um jogo feminino fico sempre surpreendido. A instabilidade e as inseguranças das tenistas condicionam qualquer jogo e em qualquer fase do jogo. Sei, que em outros posts voltarei a este assunto, mas quero agora marcar uma posição. Gosto das tenistas modelo. As que jogam ténis e ao mesmo tempo, como segunda profissão, são modelos de desfile da moda, ou fazem cinema por exemplo. Gosto da Maria Sharapova e da Ana Ivanovic. Em proporções iguais. Acho que jogam pouco ténis, vibro com os seus golpes vitoriosos e desculpo sempre as falhas ou erros. Sou um homem que sabe fechar os olhos quando é preciso. O ténis é um desporto excepcional, sem árbitros, e adoro a beleza e a perfeição feminina. Como disse, hoje, Sua Santidade o Papa Bento XVI, o homem é atraído pela beleza na dimensão estética.

O grande inimigo da arte é o bom gosto. (Marcel Duchamp)

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Um homem fracturante

Carlos Queiroz anunciou hoje, à hora dos noticiários nacionais, a lista dos convocados para o Campeonato do Mundo na África do Sul. Pelos primeiros comentários, a lista serviu para desunir e até o classificaram já de ser um homem com maldade e prepotência. Nunca gostei dele. Desde o tempo, a que aceitando um convite de Sousa Cintra, substituiu Bobby Robson no comando do Sporting, quando seguia em primeiro lugar no campeonato. Criou imensos problemas à direcção de Santana Lopes, acabou por sair, colocando o clube em tribunal para receber os anos de contrato que lhe faltavam cumprir. Foram vários gestos muito feios e que marcam para sempre.
Suceder a Scolari nunca seria fácil. Penso que foram os jogadores que o salvaram, ao classificar Portugal para a fase final do mundial, quando ficou sem bússola e estava perdido. Alguns jogadores, que agora não foram convocados. Queiroz resolveu seguir uma via fracturante, mas quem segue esses caminhos tem que ter o poder de saber comandar os seus homens e ser respeitado por eles. Não me parece que esta personagem tenha a sedução e o poder de Scolari. Temo que a nossa selecção, uma das melhores de sempre na qualidade e experiência dos jogadores, possa ser estilhaçada e reduzida a cacos. Espero bem que não. Mais que discutir a preferência ou não, sobre um qualquer jogador, é preciso saber unir. É banal dizer isto, mas a união faz a força. Espero que os jornais parem com as loas ao campeão. Que os portugueses esqueçam, nem que seja só por um mês, as suas diferenças no futebol.
Outras vezes na nossa História, faltou-nos um chefe. Mas ele sempre emergiu dos que lutam, para nos levar à vitória.

E nós, pimba !


Quatro viaturas da Divisão de trânsito da PSP, foram vandalizadas, em Lisboa, durante os festejos do título de campeão nacional de futebol, conquistado pelo Benfica. A praça do Marquês de Pombal foi o local onde se concentraram milhares de adeptos do Benfica. A estátua foi pintada com tinta vermelha, os semáforos e os jardins não escaparam aos festejos. Esta manhã, funcionários da CML tentavam limpar e restaurar a principal praça lisboeta.
Rendo-me. Tenho medo das tochas. E não costumo andar de autocarro. Calculo o que seria, se por fatalidade não tivessem ganho. Mas os criadores de ilusões escritas não disseram nada. Esperemos que uma maioria muito fraca não esmague uma minoria muito forte. A multidão é sempre intelectualmente inferior ao homem isolado. Tudo depende como foi sugestionada, digo eu.

Momentos de humor

Ainda bem que me faz essa pergunta, se vou para o Liverpool, até porque estou a falar melhor inglês do que português. (César Mourão no papel de Jorge Jesus, Companhia das manhãs, SIC)

domingo, 9 de maio de 2010

Maria José Martinez Sanchez


A espanhola Maria Jose Martinez Sanchez de 27 anos e Nº 26 do ranking WTA venceu na final do Masters 1000 Roma a sérvia Jelena Jankovic, num encontro memorável pelos parciais de 7/6(5) e 7/5 depois de 2 horas e 20 minutos, conquistando assim o maior título da sua carreira. Pelo caminho eliminou a russa Alla Kudryavtseva, a italiana Francesca Schavione, a dinamarquesa Caroline Wozniacki, a checa Lucie Safarova e a sérvia Ana Ivanovic.

Na final, num encontro sensacional contra a conservadora e melhor defensora mundial, Jelena Jankovic, MJMS utilizou toda uma gama de golpes variados, como drop shots, serves e volleys e ainda as suas fabulosas left-handedness, recusou jogar do fundo do court e sempre que consentiu ou não conseguiu evitar, perdeu. A espanhola é a inteligência em movimento. Mas não se pode jogar sempre assim. É pena. Quem puder rever qualquer dos jogos que disputou, aconselho a que o faça. São seis encontros dignos de figurar no melhor compêndio sobre a arte de bem jogar ténis. Mas só para mentes limpas, que visionem o ténis pelo ténis.

Lapidar 6

O Benfica jogou contra dez um terço da época. (Domingos Paciência)

sábado, 8 de maio de 2010

Obrigado Frederico Gil !


No dia 19 de Janeiro escrevi num post : Frederico Gil, o maior tenista português de todos os tempos perdeu hoje no Australia Open. Mas perdeu só um jogo. Não perdeu a cabeça. A notícia foi dada mais rapidamente, do que o costume, na comunicação social, e alguns adeptos aproveitaram logo para fazer profecias. É perigoso fazer profecias, principalmente quando se referem ao futuro. Numa pessoa, o presente já não tem futuro, quando se está amputada do passado.
Frederico Gil, jogando no histórico Centralito do Jamor, assinou uma página de ouro do ténis português ao chegar à final do Estoril Open. O desporto português e o ténis em particular devem muito a Gil. Hoje, muitos vão escrever sobre Frederico Gil. Ainda bem. Por mim, agradeço muito a Gil, a Cunha e Silva e a toda a equipa técnica. Antes de mais pela alegria que me proporcionaram e jamais esquecerei.

A estratégia e a táctica


Como na guerra, no desporto existem estes dois conceitos para programar as suas acções. Principalmente nas modalidades colectivas. Tal como no xadrez em que os jogadores visionam várias jogadas à frente, os treinadores tem a capacidade de antecipar e visionar todos os factores do jogo, de modo a posicionar os seus jogadores. Na previsão destes factores e nos respectivos resultados, existe a diferença entre os bons e os maus. Os que circunstancialmente são bons ou maus, ou os que quase sempre são bons.

O conhecimento e o uso perfeito da diferença entre estratégia e táctica, marca a diferença. Este assunto leva-nos a outra direcção, se pretendêssemos comentar, a diferença entre o treinador oriundo de jogador ou o treinador licenciado numa faculdade. Porque há diferenças e muitas. Quando o jornal A Bola coloca como título Jorge Jesus ensaia a estratégia para o próximo domingo, o jornalista comete um erro grosseiro. Mas ele não sabe muito destas coisas. Pensa que sabe. Uma estratégia não se ensaia e muito menos quando se confunde táctica com estratégia, algo que é muito vulgar.

A estratégia (inteligência em movimento) é o uso dos combates para vencer a guerra, tem um plano de jogos (campeonato) ou jogo (final) e a táctica é o uso das forças armadas (jogadores) para ganhar os combates (jogos). O detentor da superioridade de meios (estrategicamente superior) pode ser derrotado pelo potencionalmente inferior, de forma planeada, na medida em que este último, pela manobra (táctica) pode obter superioridade manipulando o espaço, o tempo, a dimensão e concentração, a economia de esforços e até a sorte.

Quando o treinador desempregado Toni diz que o Benfica ganha este jogo até com a minha avó às costas, perdeu-se um treinador e ganhou-se um trauliteiro. A clubite cega.

Se as claques ganhassem jogos, a selecção chinesa era invencível. (Anónimo)

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Lapidar 5

Benfica é o clube do regime. (Pinto da Costa)

quinta-feira, 6 de maio de 2010

A minha lista dos 23 seleccionados


A minha lista dos 23 seleccionados é a seguinte : 3 guarda-redes - Eduardo (Braga), Hilário (Chelsea) e Rui Patrício (Sporting) ; 7 defesas - Miguel (Valência), Duda (Málaga), João Pereira (Sporting), Bruno Alves (Porto), Ricardo Carvalho (Chelsea), Rolando (Porto) e Paulo Ferreira (Chelsea) ; 7 médios - Miguel Veloso (Sporting), Pedro Mendes (Sporting), Deco (Chelsea), Pepe (Real Madrid), Raul Meireles (Porto), Tiago (Atlético de Madrid) e Danny (Zenit) ; 6 avançados - Liedson (Sporting), Hugo Almeida (Werder Bremen), Ronaldo (Real Madrid), Nani (Manchester United), Simão (Atlético de Madrid) e Ricardo Quaresma (Inter de Milão).
O Sporting contribui com 5, o Chelsea com 4, o Porto com 3, o Real Madrid com 2, o Atlético de Madrid com 2, Braga com 1, Valência com 1, Werder Bremen com 1, Inter de Milão com 1, o Zenit com 1 e o Manchester United com 1.
Vamos pois aguardar os eleitos de Carlos Queiroz para comparar.

Juan Martin Del Potro


Passado um dia da operação cirúrgica ao pulso, devido a uma lesão que o atormentava e com tempo previsto de regresso ao circuito mundial de quatro meses, o Nº 5 do ranking mundial afirmou : Alguns jornalistas falam que estou com medo 'do palco'. Eles fazem-me rir. Outros e os mesmos querem dar a entender que eu não tenho uma lesão, mas que é tudo para ocultar um suposto caso de doping positivo. Eles são um bando de gangsters, criticou o revoltado argentino. Eu concordo.

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Que cosa vogliamo? Vogliamo tutto.


O Inter de Milão iniciou a sua caminhada em direcção à tripleta. Esta noite, o Inter conquistou a Copa Itália, derrotando a Roma por 1-0 com um fabuloso golo do argentino Milito, no próprio estádio da equipa vencida. Mourinho perde por infortúnio, Sneijder e Cordoba. Agora segue-se o Scudetto Serie A e a Champions League com uma final com o FC Bayern Munich. Nesta batalha sem tréguas, os soldados vão caindo um a um. Mas o general avança com todos. Nunca deixamos homens para trás.

Se quiseres saber como vivem os peixes do mar, é como os homens na terra : os grandes comem o pequenos. (William Shakespeare)

terça-feira, 4 de maio de 2010

Maria João Koehler


Sinto que cumpri os objectivos. Os match-points que perdi não foram por erros meus, mas sim por mérito da adversária. Não tive sorte. Deixei tudo dentro de campo, disse Maria João Koehler, após o jogo que a opôs à holandesa Arantxa Rus e que cedeu por 6/3, 3/6 e 7/5.

Foram duas horas e nove minutos a bater contra uma parede holandesa que só passava a bola e esperava pelos erros da Maria. A MJK teve no 3º set o 5-2 a favor e teve 5 match-points que não conseguiu concretizar. O desgosto mora no meu coração. Estive desde as 10 da manhã à espera deste jogo que terminou às 16 horas. Andei por ali. Pedi um cigarro emprestado. Quando acabou, confesso, tive para dar uma pêra num tipo que apoiava os pontos da Rus. Pouco desportivismo, eu sei. Mas se conhecessem o tipo concordavam comigo. Depois fui comer uma sandes com um amigo e saí. Mas tenho uma certeza muito grande. A Maria vai continuar a evoluir e vai chegar longe, longe. A holandesa vai passar mais uns tempos a devolver bolas.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

A estatística

Paulo Bento assinou um contrato com o Sporting CP por dois anos. Pediu a demissão no dia 6 de novembro de 2009, depois de 4 meses como treinador do clube. Quando saíu, só cobrou até ao último dia que trabalhou. Foi treinador em 10 jogos e teve 3V, 5E, 2D e 14 pontos. O Braga e Benfica estavam a 11 pontos e o Porto a 6 pontos.
Carlos Carvalhal assinou contrato até final da época 2009 /2010, em 15 de novembro de 2009. A uma jornada de acabar a Liga Sagres, foi treinador em 19 jogos e teve 9D, 4E, 6D e 31 pontos. O Benfica está a 28 pontos, o Braga a 25 pontos e o Porto a 20 pontos. Acresce que o Sporting foi eliminado da Taça da Liga, da Taça de Portugal e da Liga Europa.
Bem difícil de comparar. Só existem três opiniões possíveis. Ou o Paulo, ou o Carlos, ou nem um nem outro.

Lapidar 4

Eu acho que o Benfica teve um erro emocional. (Fernando Eurico, Antena 1, Antena Aberta RTPN)
Os críticos são sujeitos que têm mau hálito no pensamento. (Vinicius de Moraes)

Estado de choque


O costume. Da euforia à depressão. O clube com mais meios de Portugal, uma TV e 2 jornais desportivos ( A Bola e o Record), silenciou. A arrogância deu lugar à ameaça e à mania da perseguição. O brilho que já se desvanecia não existe mais. O diamante transformou-se em gesso.

Onde todos pensam do mesmo modo, ninguém pensa muito. (Walter Lippman)

domingo, 2 de maio de 2010

A última lição do Professor


Um Porto de Honra para a última lição do Professor. Vintage. Excepcional. Foram 3 mas podiam ter sido 5. Jogar com 10 e sem treinador. Um árbitro sem coragem. Um túnel e um raio de luz.
Todas as dúvidas são legítimas.

Estoril Open - 1º dia


Estava interessado em ver João Fernandes, porque se falava muito dele e não o conhecia. Jogou contra o polaco Michael Przysiesny de 26 anos e actual Nº 99, e o português cedeu 6/1 e 6/0 num encontro sem história. Satisfeita a curiosidade, fui ver um jogo muito mais interessante, ou seja saber como se comportava o jovem de 16 anos João Domingues ( que acompanho há 3 anos) frente ao algarvio José-Ricardo Nunes. Ganhou Nunes em 3 sets mas não apresentou nada de novo. Mas, João Domingues perfila-se como um talento de futuro.

Depois, não havia dúvidas, vinha o jogo que desejava muito ver. O espanhol Pablo Andujar de 24 anos e Nº 149 do ranking mundial face ao português Francisco Franco Dias que completava 18 anos, ontem. Muito difícil comentar este jogo. Como explicar que um tipo que levou duplo 6/0, jogou bem? Quando saí dei uma vista de olhos à espanhola Laura Pous que jogava com a Beatriz Santos. A Bea esforçava-se imenso para contrariar o jogo da espanhola mas não conseguia. E fui almoçar, num restaurante Tasca do Open que servia um buffet ao preço de 25€ sem bebidas. No seguimento do post anterior, darei nota 11.

Estava muito calor. Fui até ao Court 3, vi o final de uma maratona entre duas passa-bolas, uma colombiana Duque Marino e uma japonesa K Nara que durou uma eternidade com longos rallyes e depois fiquei para ver a austríaca Groth frente à nossa Margarida Moura de 16 anos. Acredito muito nesta menina no futuro, mas tem que melhorar o serviço e muito, mas de facto é difícil atenuar uma desvantagem de sete anos de ténis de diferença de idade e jogo. Procurei uma sombra e fui ao Centralito, porque é o lugar mas fresco do Estoril Open. À porta estava a Catarina Ferreira que abandonou a modalidade este ano. Achei giro porque tinha o bilhete de entrada na mão. Pensei para mim. Classe, podia ter tido convite ou passe, mas comprou o bilhete. Já sabemos A Catarina é um caso à parte em tudo. No Centralito estava um jogo insosso, mas dava para refrescar.

Voltei ao Court 3 para ver a Sofia Araújo de 15 anos jogar contra a outra portuguesa de Coimbra, a Maria Palhoto de 16. Já não via qualquer das duas há umas semanas, mas deu para observar os progressos de ambas, mais da Sofia que se melhorar alguns aspectos vai dar que falar no futuro. Voltei ao Centralito para ver o João Sousa a jogar contra o espanhol Agustin Boje-Ordonez de 21 anos e Nº 385 do ranking ATP. Tinha curiosidade de ver o espanhol porque quando vejo os resultados dos ITF à segunda, lá está ele sempre finalista ou semi finalista. E o João porque não o via há muito tempo ao vivo. Quando saí o João ganhava por 5/2 com facilidade. Quando cheguei a casa o João tinha cedido 7/5 e 6/1. O ténis decididamente não é uma ciência certa. Ainda bem. Vão notar que não faço muitos comentários sobre os pormenores técnicos dos nossos. Eles sabem muito bem como explorar as suas qualidades, e isto, como sempre digo, não é pontapé na bola.

Estoril Open


Como sempre, ontem fui ao 1º dia do Estoril Open. A entrada é péssima. Para um tipo que não tenha carro é um tormento. Aquilo foi pensado para um certo e determinado tipo de pessoas. Na escala de 1 a 20, dou nota 4. O ténis é um dos espectáculos em que poucos pagam bilhete. Sempre foi assim e será. Em Itália os borlistas são conhecidos por portoghese. Dirigi-me à bilheteira e comprei o meu bilhete de 15€. Não havia ninguém e eram 10 horas da manhã. Para a recepção, dou nota 18.

Ir à qualificação deve fazer parte de um amante do bom ténis. Porque jogar uma ronda do Estoril Open é sempre uma marca importante para a vida de um atleta. mesmo que seja arrasado pelo adversário. Claro, sabe sempre melhor se não temos o convite, wild card, simplesmente o mérito de ser recompensado é mais saboroso. Por falar em convites e cartões, aquilo é uma vergonha. No autocarro, um antigo aluno meu que nunca tinha visto ténis tinha um convite. Havia crianças e adolescentes dos 14 aos 17 com a cara cheia de borbulhas e com o cartão de press ou imprensa ao peito. Já não chegava os jornalistas do futebol virem ao ténis dizer enormidades de arrepiar os cabelos ( o meu não, porque já não tenho muito), e andarem uns putos armados em repórteres. Uma pena. Enfim, para os convites e passes livres, dou nota 8.

Quanto à organização propriamente dita, ou seja pessoal de boné vermelho. Muito do sucesso do Estoril Open passa por esta macro-estrutura que lida com as pessoas, ou está nos courts a arbitrar ou a servir de juízes de linha ou mesmo ainda a "passar" o campo no intervalo dos sets e depois do jogo. Muito bem. Nota 19. Para as meninas bonitas dos stands, ou dos chapéus de sol para os jogadores, também uma palavras porque ninguém liga a isso. Bem. Nota 15. Quanto à qualidade do público, falando é verdade só dos que pagam bilhete, só desses. Os outros são folclore. Só para complicar. Falo dos que trazem os filhos e crianças e pagam bilhete, falo dos velhos que pagam bilhete. Falo de todos, mas que paguem bilhete. Nota 19.

No próximo post falarei dos jogos que vi. Sim, mas só dos que vi.