sexta-feira, 30 de abril de 2010

Lapidar 3

Pep Guardiola fez tudo o que era possível. (NFarinha, Campo Novo, Record)
Lol. Farinha do mesmo saco?

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Marca


Marca, o maior jornal desportivo espanhol e provavelmente do mundo, apresenta esta primeira página na edição de hoje. No canto inferior direito, uma foto com o título Qué Espectáculo! - Valdés agarra del cuello a Mourinho al final del partido. No canto inferior esquerdo, uma foto com o título Qué verguenza! - El Barça pone los aspersores a todo gas para impedir al Inter celebrar la victoria.
Muito parecido com os jornais desportivos portugueses. Um tipo tem mesmo vergonha da porcaria da nossa imprensa desportiva. Ah! mas se fosse um golo do Messi! Isso é que era. Difícil compreender. Vejam os posts dos blogs dos shreks e digam-me se não é mesmo um nojo.
Nota : Clique na foto e veja melhor.
Se você é inteligente, cede. Até se tornar um idiota. (Frida Berg)

Apito Dourado

http://www.destak.pt/artigo/61806
Leia e pense algum tempo. Depois deste tempo todo, a quem interessa este assunto? Ou haverá mais alguma coisa escondida?

Um treinador de pacotilha


Tentámos tudo, obrigado a todos e parabéns ao Inter por chegar à final, disse Guardiola depois de terminar o jogo da 2ª mão. Pois. Continua sem perceber nada, do que lhe aconteceu. E mais grave, para o Barcelona é claro, está convencido que são os melhores do mundo. Não são. Nem por sombras. Muito menos com os melhores jogadores enjaulados. E vamos ainda ver se ganham o campeonato espanhol.

Primeiro, não tentaram tudo. Dentro de um determinado sistema de jogo, que foi neutralizado por Mourinho, tentaram tudo. Mas, para uma equipa com a dimensão do Barcelona e com esta qualidade de jogadores, depois da 1ª mão, não se pode jogar da mesma forma na 2ª mão. Bom rapaz, como disse Mourinho depois do jogo, gosto muito dele. Segundo, dizer obrigado a todos é colocar-se num patamar superior, tipo os rapazes tentaram tudo mas não conseguiram. Não conseguiram porque foram mal conduzidos. Estivesse Mourinho do lado contrário, e já veríamos o que aconteceria. Terceiro, dar os parabéns ao Inter por ter chegado à final, é não reconhecer o mérito dos jogadores do Inter e do seu treinador. Portanto, uma frase curta e três enormes disparates. Pronto, lá vai a direcção do Barcelona gastar milhões para reforçar a equipa. Ridículo.

E as nossa imprensa e os online? Onde estão? Caladinhos e ainda bem. Andaram tempos e tempos e endeusarem figuras, amesquinhando os outros, que agora assobiam outra vez para o lado. O futebol é lindo mas é sem estes senhores, é o que é.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

As 10 pérolas verbais de José Mourinho

1. Há quem se ria depois de uma vitória, para mim não há tempo de festejar os êxitos.
2. Não sou o melhor do mundo, mas acredito que não há ninguém melhor do que eu.
3. Se tivesse querido um trabalho fácil, teria ficado no Porto numa espécie de poltrona, a Champions, Deus, e depois de Ele, eu.
4. Olhem o meu corte de cabelo, estou preparado para a guerra.
5. Três anos sem ganhar nenhum Premier? Não creio que ainda tivesse trabalho. (referindo-se a Rafa Benitez)
6. Estudei italiano cinco horas por dia durante vários meses para assegurar-me que podia comunicar com os jogadores, a imprensa e os adeptos. Ranieri esteve cinco anos em Inglaterra e ainda luta para dizer bons dias e boas tardes.
7. Também Jesus Cristo não era simpático para todos, assim que imaginem-me a mim.
8. Não quero um jogador que seja um homem perfeito, que seja um perfeito profissional, que tenha um carácter fantástico, esse é o tipo de homem que desejo para a minha filha.
9. Perguntaram-me se tinha visto o jogo da Juve, e disse que o tinha visto até ao golo de Amauri e depois deixei de ver, porque tinha camarões ao jantar.
10. Nós, só temos o Inter Channel com 45 mil abonados. Enquanto que o Milão tem três canais de televisão e um jornal. Também a Juve tem o seu próprio diário, Tuttosport. Pode-se falar de manipulação intelectual se comparares os comentários destes media nas jogadas polémicas.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Liga Sagres = Uma liga da 2ª divisão Europeia

No site futebolfinance.com pode ler-se um artigo bem documentado, que conclui com o título deste post. Analisando os dados relativos ao relatório da UEFA sobre finanças e o estado dos clubes europeus (2008/2009), o site refere ainda que são conhecidas as dificuldades financeiras dos clubes nacionais, onde o endividamento é desajustado à dimensão dos clubes. Mas talvez o problema mais grave diga respeito à organização e administração da Liga, bem como a contínua centralização da exploração comercial em torno dos 3 grandes clubes por parte de várias entidades da indústria. Este aspecto potencia a falta de competitividade e o desequilíbrio desportivo, impedindo o crescimento consolidado de uma liga colocada a meio da tabela da 2ª divisão europeia.
Resumo : A diferença dos 3 primeiros classificados da Liga Sagres em relação aos 3 primeiros classificados das ligas de 1ª divisão europeia, é directamente proporcional, à diferença entre Benfica, Braga e Porto em relação a Oliveirense, Beira-Mar e Portimonense da Liga Vitalis.

Lapidar 2

Se fosse comentar tudo o que sai no... nos jornais, estava como comentador e não treinador. (Paulo Bento)
Em que jornal pensaria Paulo Bento?

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Bethanie Mattek-Sands, um assombro


Estive até às três da manhã a ver um jogo de ténis, mas valeu a pena. E estaria todo o tempo disponível para ver este ténis de alta qualidade e jogado por pessoas inteligentes. Actualmente desprezo os jogos de pontapé na bola, dizem-me pouco os jogadores mercenários e os árbitros estilo lampiónico. Penalty, expulsão, livre, livre. Se for preciso há mais. E os adeptos nas bancadas, gente fina, a gritar por mais penalties, cantos e livres. Faz mal à pele. Já comprei baba de garganhol. Mas, não serviu de nada. Aqueles, para quem o resultado conta mais que a legitimidade. Preferem o resultado, mais que qualquer outra coisa que devia ser dada na medida do seu talento. Mas, invadiram o meu espaço aéreo e contaminaram tudo.

Os EUA viram a Rússia assumir a liderança na Fed Cup, quando a tenista-modelo Elena Dementieva, que anda no court como na passarelle venceu a apática Melanie Oudin. Quando se pensava no pior, Bethanie venceu de forma ciclónica a russa Ekaterina Makarova. A decisão ficou então para o jogo de pares. Algo, como sempre, me disse, que devia ficar acordado para ver. Devo dizer que não gosto muito de jogos de pares. Acho até que deveria só haver pares mixtos. Isto de ver matulões a jogar pares e a dar palmadinhas nas mãos faz-me confusão. Voltando ao jogo. A Bethanie joga com meias brancas até ao joelho, tem uma agressividade e vontade de vencer notáveis que contagiam a parceira e estabelece uma empatia com o público que empolga. O público sempre de pé em silêncio e depois a explodir após cada ponto conquistado. Aquilo era simples. Após o serviço, as americanas colocavam-se na rede e concluíam fácil. Raras vezes as devoluções passavam. Quando as americanas aceitavam o jogo profundo na linha final, perdiam. Uma e outra vez. Então voltavam à rede. Mas na parte final estavam quatro jogadoras na rede, olhos nos olhos, com a bola a passar tão rápido e estonteante de forma impressionante. Um delírio. Quero lá saber que sejam três da manhã. Isto é lindo. Viva o ténis!

domingo, 25 de abril de 2010

O circo das transferências


Durante a semana que passou, fui registando as notícias sobre os jogadores que estão disponíveis para ingressar no SL Benfica e Sporting CP, segundo os principais jornais da especialidade. Para o Benfica, foram apontados o guarda-redes Eduardo do Braga (Record) e os avançados Nenê do Mónaco (Record) e Gaitan do Boca Juniors (Record e o Jogo). Para o Sporting, que parece mais necessitado de encher o clube com mais problemas, foram apontados os médios Lulinha do Estoril (Record) e Geromel do Colónia (Record), Tiago do Atlético de Madrid (Bola) e Duda do Málaga (Bola), o avançado Quaresma do Inter (Record) e Ansaldi do Rubin Kazan (Record), o defesa Lazzaretti do Guimarães (Bola), o médio Maniche do Colónia (DN) e finalmente Rodriguez do Braga (Record).

Tudo aos milhões. Em passes e ordenados. Observando este pacote, penso logo nos ordenados e prémios em atraso. Esta semana que entra vão aparecer mais nomes das listas que circulam em todos os clubes no final da época. No caso do Sporting, tem tantos problemas para resolver dentro, para quê importar mais problemas de fora? Quando o dinheiro é nosso, somos esquisitos a gastar e vendemos caro. Quando o dinheiro é da comunidade, pode-se comprar tudo. Compra-se porque não parece muito errado, e com o tempo nada parece errado.

Jamais diga uma mentira que não possa provar. (Millor Fernandes)

sexta-feira, 23 de abril de 2010

João Pina - Campeão da Europa (-73kg)


O português e judoca do Sporting CP João Pina de 28 anos, sagrou-se campeão europeu de judo na categoria -73Kg, ao derrotar o judoca russo Batradz Kaitmazov por waza-ari, nos campeonatos da Europa que se realizam em Viena.

Colocado na pool B, principiou por derrotar o checo Jaromir Jerek (waza-ari), depois ultrapassou o holandês Dex Elmont (waza-ari) e finalmente o polaco Krzystof Wilkomirski (ippon). Na semi final, defrontou o vencedor da pool A, o georgiano Zaza Kedelashvili, voltando a vencer pela vantagem máxima (ippon).

Lapidar

O Benfica continua com a voltagem muito alta em termos de jogo e não só. (Jorge Jesus)

quinta-feira, 22 de abril de 2010

My Friend The Wind

video

Juan Antonio Samaranch - Rafael Nadal

O grande tenista espanhol Rafael Nadal e o jogador de andebol David Barrufet (à direita) transportam os restos mortais do ex-presidente do Comité Olímpico Internacional, Juan Antonio Samaranch, falecido esta quarta-feira aos 89 anos. Até sempre Presidente! Obrigado Rafael Nadal.

Mourinho e Guardiola


Uma transcrição de um artigo do jornal El País, com o título " É difícil perder para quem não está habituado".

José Mourinho nunca tira o traje de provocador. A noite passada, depois de terminar o jogo de ida, começou a aquecer o de volta. "Já sei o que nos espera em Barcelona", soltou. Pouco antes teve um grande encontro com Xavi no túnel dos vestiários. O português diz que foi um simples intercâmbio de palavras. "Eu com Xavi nunca terei problemas porque o adoro e o conheço desde há quinze anos. Mas, depois do encontro, quando o estava esperando para o saudar, começou a falar-me do árbitro ["muito bem o árbitro português, que escândalo! disse] e contestei 'Não estás a falar do árbiro do Barcelona-Chelsea do ano passado?" contou, e acrescentou "Não há problemas, apenas uma troca de palavras e acabou aí".

Este diálogo é interessante. Precisamente um das chaves que Mourinho utilizou para enjaular as principais figuras do Barcelona, foi a forma como anulou Xavi, talvez o jogador mais importante do Barcelona neste momento. Sem marcações homem a homem, apenas utilizando os jogadores que tinha de forma posicional. Uma coisa é escrever e comentar um jogo de futebol a seco, "Messi para aqui e Messi para acolá", juntar um video do Youtube e está feito o menu para os jovens papalvos. Outra, é de facto saber ler um jogo de futebol. Hoje, com as novas tecnologias, não há desculpas.Não são precisas autópsias ao jogo. Nos pequenos detalhes, distingue-se os que sabem, dos que pensam que sabem.

Guadiola convidou ontem um jornalista italiano que se mostrou decepcionado com o rendimento de Messi, e que não iria perder o jogo de volta. " Já o verás", advertiu com ar de quem sabe mais alguma coisa. Assim, não se mostrou preocupado com os últimos resultados : empate contra o Espanhol e derrota com o Inter. "Temos 84 pontos na Liga, muitos mais que qualquer campeão italiano. E, nos nove meses que estamos, o Barça e eu, quantas vezes tivémos que inverter os resultados", explicou. "Ganharam-nos o jogo no meio campo. São gente muito rápida e sabemos disso. Sabíamos também, que nas perdas de bola, eles buscariam espaço para os seus atacantes", e depois desculpando o seu atacante Ibrahimovic, "o outro dia jogou quase 10 minutos, sem ter completado qualquer treino e hoje participou depois da viagem e tudo".

Há diferenças e muitas. Descubra quais. Mas de forma confortável. Dispa essa camisola de gola alta que lhe tapa os olhos e ouvidos e analise. Seja honesto consigo próprio.

Manchester United, o clube mais rico do mundo


A revista Forbes acaba de publicar a lista dos clubes mais ricos do mundo. O valor médio dos 2o clubes de futebol mais ricos do mundo caiu 8,5% em 2009, segundo a revista Forbes, que volta a colocar o Manchester United (1.400 milhões de euros) em primeiro lugar e antes do Real Madrid (991 milhões), Arsenal (884 milhões) e Barcelona (746 milhões). A revista, para fazer a lista, mede os fluxos de assistências aos jogos e merchandising e os direitos de transmissão das televisões. A lista inclui duas equipas espanholas : Real Madrid (2º) e Barcelona (4º) ; seis inglesas : Manchester United (1º), Arsenal (3º), Liverpool (6º), Chelsea (9º), Tottenham (12º), Manchester City (19º) e Newcastle (20º) ; seis alemãs : Bayern (5º), Shalke 04 (11º), Hamburgo (14º), Werden Bremen (16º) e Borussia Dortmund (18º) ; quatro italianos : Milão (7º), Juventus (8º), Inter (10º) e Roma (15º) ; e os franceses : Olympique Lyonnais (13º) e Olympique de Marseille (17º). Os clubes que perderam mais foram Newcastle United, Manchester City, Borussia Dortmund, Olympique Marseille e Werden Bremen, com $54 milhões em $778 de receitas.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Prever é governar


O presidente do Inter de Milão, Massimo Morati afirmou : Estou muito orgulhoso dos meus jogadores e do treinador, que é realmente muito inteligente. Mourinho montou a equipa para que o Barcelona pudesse trocar a bola, mas nós fomos muito mais perigosos. Mourinho incutiu a mentalidade de que as vitórias não se conseguem sem esforço. Espero que ela prevaleça em Barcelona, onde nos espera um jogo difícil. A equipa foi fantástica, fortíssima, de grande personalidade e coragem. Os jogadores foram formidáveis. Pela forma como jogámos, talvez pudéssemos ter feito mais golos. No post anterior disse exactamente a mesma coisa. Já agora, que estamos com a mão na massa, deve referir-se que não existem jogos iguais.

Nos posts anteriores referi que a partir de segunda-feira iria começar a caça. Depois, de conhecermos o novo treinador do Sporting, surge hoje de forma espanpanante, a notícia do Record sobre o interesse do Manchester City nos jogadores Cardozo e Di Maria. Mas 100 milhões à vista é muita fruta. Primeiro, porque ninguém paga um valor dessa dimensão à vista, ou seja pronto pagamento. Mas, se houver outra interpretação, também é fruta a mais. A montra é boa como no Preço Certo, mas os tipos não são lorpas. Se for tudo reduzido a metade já era bem bom. Mas pronto, o Record é como aquelas gajas boas que acham que valem um dinheirão, mas depois sem maquiagem, valem pouco. Mas há sempre quem goste.

Umas palavras apenas para referir que é um encanto ver a imprensa amiga tecer elogios a Paulo Sérgio. Ainda bem. Depois de ter assistido à tentativa de destruição de um homem honesto e sério como Paulo Bento, fico mais descansado. Mas, atenção às palmadinhas nas costas, porque as mãos que apoiam agora, podem vir com mais qualquer coisa, mais tarde.

terça-feira, 20 de abril de 2010

Mourinho - Uma lição grátis


Não sei o que vai acontecer na 2ª mão em Barcelona. Terei que ler atentamente os comentários dos cronistas levianos da nossa praça. Depois, tirarei as conclusões inversamente proporcionais aos dixotes e bitaites dos moralistas. José Mourinho armou uma equipa que reduziu à vulgaridade o Barcelona e com um pouco mais de sorte poderia ter arrumado a eliminatória. O Inter de Milão, foi superior, mais inteligente e tacticamente usou processos que devem ser revistos uma e outra vez, porque são lições de cátedra. Digamos que Mourinho é um cientista do futebol.

Desta vez, ao poder atractivo dos médios e avançados do Barcelona, que gravitam perto da área na esperança que jogadores incautos saiam das suas posições para desguarnecer a defesa, o Inter não caiu na tentação de correr atrás de Messi (uma nulidade), Rodriguez (o menos mau) ou Daniel Alves (sempre a cair para a falta). Nos primeiros 20 minutos da segunda parte, o talento de Sneijer, Maicon e Zanetti foi espremido até à ultima gota. Uma avalanche. Todos os jogadores do Barcelona defendendo na sua própria área e a pontapear a bola para fora (Puyol e Piqué). Acontece que o Inter marcou. Porque se não tivesse marcado, lá estávamos nós a ter que gramar com as futilidades dos zarolhos. O que faz Mourinho ser um treinador fascinante, é que, como um chef de cuisine, mesmo sem muita matéria-prima faz uns pratos deliciosos, cozinha portuguesa ao mais alto nível.

Novas transferências


Na realidade, quando no sábado passado escrevi que segunda-feira começaria a feira das transferências, não falhei. É aliciante, prever e fundamentar novas aquisições e acertar. Sem ter por detrás o triste labéu de estar a comentar, depois de saber os resultados ou a mando da consciência ou de alguém. Este facto, que prognostiquei era óbvio. Contudo, para quem obsessivamente é somente muito bom a falar da vida dos outros, este facto não interessa nada.

Assim, o contrato que une o treinador Paulo Sérgio ao Sporting CP insere-se em factores muito previsíveis. Os clubes portugueses, principalmente os grandes, procuram de forma incessante um nome que possa ser um novo "José Mourinho". Mas tendo em consideração, que fenómenos excepcionais como Ronaldo ou Mourinho aparecem raramente, esta busca, estas apostas, não são mais que meras tentativas para concretizar sonhos e fantasias. Porque o destino existe. E não depende dos homens a descoberta dos caminhos do destino. Embora, o ser humano seja vaidoso e ache que sim. Vaidoso, vai treze ou vai catorze. Vamos, então, estar atentos às novidades do resto da semana. Acho que vale a pena.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Organizem-se

O Benfica ganhou o campeonato com mérito. Mas isso não exclui, diversos momentos cirúrgicos em que foi beneficiado, nomeadamente pelas arbitragens. Criou um novo sistema de poder, que funcionou de forma eficaz e que se baseia em premissas simples. Somos os maiores e os mais poderosos, por isso, devemos concentrar os esforços no sentido de sermos apoiados fortemente, quando não for possível, pelo menos neutralizar a concorrência.

O Braga foi brilhante. Teve azar em questões temporais, porque fazer mais de 70 pontos e não ganhar o campeonato é uma situação bizarra. Valorizou o colectivo e revelou um excelente treinador.

O Porto não pode ganhar sempre. Foi prejudicado e afinal, como os outros, também se queixa. Subestimou durante algum tempo a penalização de dois jogadores e os ataques dos media, quando acordou foi tarde. Não deve voltar a acontecer, para quem conhece os inventores do velho sistema.

Quanto ao Sporting, uma palavra de tristeza para os adeptos excessivos que precipitaram a queda de Paulo Bento. Para Carvalhal, nada. Está ainda a 30 pontos de distância do rival. Três vezes mais distante, de quando recebeu a equipa. Só mais uma palavra. Organizem-se.

A elasticidade dos números


De qualquer ângulo que sejam apreciados os números são muito elásticos. Assim, a observação dos números correspondentes às cláusulas de rescisão só podem suscitar sorrisos, e na globalidade atingem até aspectos caricatos. Imagino, que sendo estes jogadores os que tem cláusulas acima dos 20 milhões de euros, os outros, aqueles que devem ter valores mais baixos, tudo somado deve ser uma quantia supimpa.

Considerando que, os pilares da economia dos clubes são a formação e prospecção, a negociação e transferência, sócios e adeptos, bilheteira e lugares anuais, podemos então perguntar porque os clubes estão tão endividados e alguns falidos ou próximo da falência. Tomemos então como referência o SL Benfica (o FC Porto ou Sporting CP também serviriam ), com um património de jogadores de centenas de milhões, com a sua academia recheada de jovens valores, o clube do mundo com mais sócios (171.000 ao que dizem) pagantes e ainda o clube que mais factura com o estádio praticamente cheio e os lugares anuais todos vendidos. Vamos acrescer a estas certezas, os contratos de apoio e patrocínio, contratos de imagem e publicidade e outros que a minha imaginação não alcança. Então, porque a dívida dos três grandes atinge um bilião de euros, ou seja mil milhões de euros? Esta elasticidade dos números é surpreendente.

Cláusulas de rescisão

Hulk (Brasil/2014) - FC Porto - 100.000.000€
Óscar Cardozo (Paraguai/2014) - SL Benfica - 60.000.000€
David Luiz (Brasil/2013) - SL Benfica - 50.000.000€
Angel Di Maria (Argentina/2015) - SL Benfica - 40.000.000€
Ariza Makukula (Portugal/2012) - SL Benfica - 40.000.000€
Javi Garcia (Espanha/2014) - SL Benfica - 30.000.000€
Javier Saviola (Argentina/2012) - SL Benfica - 30.000.000€
Ramires (Brasil/2014) - SL Benfica - 30.000.000€
Belluschi (Argentina/2013) - FC Porto - 30.000.000€
Bruno Alves (Portugal/2012) - FC Porto - 30.000.000€
Rolando (Portugal/2014) - FC Porto - 30.000.000€
Maicón (Brasil/2014) - FC Porto - 30.000.000€
Raul Meireles (Portugal/2013) - FC Porto - 30.000.000€
Fernando (Brasil/2014) - FC Porto - 30.000.000€
Sidnei Junior (Brasil/2014) - SL Benfica - 25.000.000€
Cristian Sapunaru (Roménia/2013) - FC Porto - 25.000.000€
Matias Fernandez (Chile/2013) - Sporting CP - 25.000.000€
Leandri Grimi (Argentina/2013) - Sporting CP - 25.000.000€
Marat Izmailov (Rússia/2013) - Sporting CP - 25.000.000€
Simon Vukcevic (Montenegro/2011) - Sporting CP - 25.000.000€
Bruno Pereirinha (Portugal/2013) - Sporting CP - 25.000.000€
Miguel Veloso (Portugal/2013) - Sporting CP - 25.000.000€
Adrien Silva (Portugal/2012) - Sporting CP - 25.000.000€
João Moutinho (Portugal/2014) - Sporting CP - 22.500.000€
Nuno Gomes (Portugal/2011) - SL Benfica - 20.000.000€
Pablo Aimar (Argentina/2012) - SL Benfica - 20.000.000€
Carlos Martins (Portugal/2013) - SL Benfica - 20.000.000€
Javier Balboa (Espanha 2012) - SL Benfica - 20.000.000€
Luisão Silva (Brasil/2011) - SL Benfica - 20.000.000€
Fábio Coentrão (Portugal/2013) - SL Benfica - 20.000.000€
Miguel Vitor (Portugal/2013) - SL Benfica - 20.000.000€
Álvaro Pereira (Uruguai/2014) - FC Porto - 20.000.000€
Liedson (Brasil/Portugal/2013) - Sporting CP - 20.000.000€
Helder Postiga (Portugal/2011) - Sporting CP - 20.000.000€
Rui Patricio (Portugal/2013) - Sporting CP - 20.000.000€
Daniel Carriço (Portugal/2013) - Sporting CP - 20.000.000€
Yannick Djaló (Portugal/2013) - Sporting CP - 20.000.000€

A existência de uma cláusula de rescisão obriga o comprador a negociar o preço de aquisição do jogador. Não existindo acordo obriga o comprador a pagar a cláusula de rescisão. A lista colocada desta forma realça o ridículo que toca quase todos os casos. Esta lista refere-se à situação em dezembro de 2009. Deve ser acrescentado nestes comentários que muitos jogadores (ativos, segundo a linguagem económica), constituem ativos de diferentes entidades, pessoas ou clubes, em valores percentuais. O Benfica Stars Fund por exemplo, tem cerca de 17 jogadores do SL Benfica, em percentagens divergentes, e que à data de 13 de Fevereiro tinha proporcionado ao SL Benfica um encaixe de 32,275 ME.

sábado, 17 de abril de 2010

Mercado de transferências


Com o final do campeonato à vista e o campeão da época 2009/2010 praticamente definido, apesar das nuvens vulcânicas originadas por uma qualquer impugnação a pairar, vai abrir a partir da próxima segunda-feira a época da caça. Uns vendem, outros compram, emprestam ou dispensam. Se fossem verdadeiras as clausulas de rescisão até se poderia pensar que a recessão económica que o país atravessa poderia ficar resolvida pelo futebol. A azáfama vai começar.

De todos, o Benfica parece ser o que tem uma montra mais atractiva, mas só acessível às bolsas dos mais ricos da Europa. Mas os mais ricos, em qualquer mercado, sempre foram às lojas de mais classe, com atendimento personalizado e de forma discreta. Quanto a mim, o problema do Benfica é mais desfazer-se de muitos dos 65 jogadores que fazem parte da sua folha salarial e tentar vender uma ou duas figuras ao melhor preço possível. E de facto, tirando um caso ou outro não vislumbro modo de encaixarem tantos milhões como se diz. Se fosse o contrário do que digo, porquê fazer um empréstimo obrigacionista desta dimensão numa época em que os juros aumentam brutalmente?

Quanto ao Porto, não me parece que este ano tenha a capacidade de no mercado impor os métodos duros que conseguiu no passado, com excepção de dois jogadores, um dos quais desvalorizado por uma tramóia em que o meteram. Mas sem dúvida, entre os três grandes dispõe de maiores reservas de riqueza acumulada, além de um prestígio superior à concorrência e de uma experiência adquirida que mais ninguém tem.

O Sporting, aparentemente o mais frágil de todos os três, parece definitivamente o que apresenta mais soluções, de venda digo eu, a relação preço/qualidade é mais atractiva e há muito por onde escolher. Da baliza ao ataque não faltam nomes de enorme qualidade para gerarem mais valias. E se, em alguns casos, os compradores esperam pelo Campeonato do Mundo para decidirem, noutros é o pegar ou largar. Não comprar na altura certa pode acarretar um grande prejuízo. E neste ponto, acho que o Sporting está mais folgado.

Nos próximos posts vamos particularizar. Na certeza, que um jogador só vale aquilo que um comprador está disposto a pagar. E nunca, o que o marketing ou o sonho, acha que ele vale.

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Não Há Nada P'ra Ninguém

video

Jogadores leoninos impedidos de dar entrevistas (Record)

"Lei da rolha" até final da época (A Bola)

Sempre os mesmos

Semana após semana, nos principais jornais e sites desportivos, um massacre contínuo e intencional. No sentido de provocar danos de imagem. Refiro-me a Florent Sinama-Pongolle, o jogador francês que o Sporting comprou na abertura do mercado em Janeiro. Todos os dias os títulos são do género Pongolle continua ausente ou Sinama-Pongolle ausente dos treinos ou Pongolle foi o único que falhou.
Acontece, que Sinama-Pongolle teve um grave problema pessoal. A sua filha Leona de 4 anos, fruto de uma ligação anterior, teve um acidente, caiu e está em coma há muitas semanas. Pongolle desloca-se frequentemente a Inglaterra para acompanhar esta tragédia da vida pessoal, sempre com a autorização da direcção do Sporting e o apoio dos seus companheiros.
Digam-me agora os que seguem este blog. É normal esta perseguição, repetição e vulgaridade de notícias sobre o mesmo assunto todos os dias? Acham, que estas pessoas que escrevem até à exaustão sobre este facto tem só a intenção de informar? São sérias? A degradação mental destes seres desprezíveis pode ser comparada a casos de autêntica criminalidade.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

João Braga- Estou sempre de passagem

video

Opinião


Tens mais de 12 anos e sabes assobiar? Então vem para o Sporting, escreve ou vomita um fedelho jornalista de nome Sérgio Pereira no site maisfutebol. Levas um conselho. Não metas o bedelho nestes assuntos. Os teus problemas talvez interessem ao elefante que toca o sino no jardim zoológico, ao Avelãs, ao emplastro, ao ex-macaco Adriano, aos tipos solitários, infelizes e com baixa auto-estima. E pelos comentários que recebeste o pessoal sabe onde foste parar. Fica por aí.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Luis Figo. Triste.

Segundo um despacho da procuradora Teresa Almeida, a que o DN teve acesso, o ex-jogador afirmou desconhecer quem detinha o Tagus Park, sabendo, apenas, tratar-se de um parque tecnológico situado em Oeiras. O documento adianta ainda que por decisão dos arguidos, a celebração de um contrato de publicidade, por um prazo de três anos, no montante global de 750 mil euros, constitui um expediente para alcançarem da parte de Luís Figo um apoio político-partidário determinado.
Triste. A naturalidade com que isto acontece. Uma sensação de impunidade. Vender as suas opiniões. Uma opinião comprada com o dinheiro de todos nós. E os shreks calados a assobiar para o lado. Sempre distraídos com notícias de poker, wrestling, records de loucos e Jordans de 10 anos, por exemplo. Lol. E o ridículo não mata este tipo. Bem, vou sair já desta imundice. Parabéns aos que não aceitaram este jogo. Com todas as consequências que vão ter que suportar.

Marillion-Ocean Cloud

video

Costinha


O director desportivo do Sporting pediu respeito e critérios iguais para os leões porque a equipa está farta de ser prejudicada. Costinha pediu para compararem os lances de duas expulsões. Aproveitou para dar os parabéns aos jogadores e adeptos que foram à Luz dar o seu apoio.

Alguma coisa de errado nisto? Não há. Fez a sua obrigação e foi correcto. Mas para as aves benfiquistas tipo Avelãs, que piam quando são prejudicadas e tem bico calado quando são beneficiadas, sempre o mesmo espírito trauliteiro. Mesmo alguns adeptos são enganados.

Se o desonesto soubesse a vantagem de ser honesto, ele seria honesto ao menos por desonestidade. (Sócrates, 470 anos aC)

Janelas diferentes


Ontem tive um número inusitado de visitas ao blog. Este facto, conjugado com diversos telefonemas e mensagens que recebi, justificam este post. Vieram todos à procura de alguma coisa escrita sobre o dérbi de ontem. Historietas como diz Sandra Simões do Record, na sua historieta. Não tencionava escrever. Escrevo conforme me apetece ou não me apetece, já o disse. Não preciso de justificar um salário, contentar a clientela ou ganhar o concurso de blogs da tribo. Não tenho um chefe que me lembra semanalmente que o meu blog teve menos visitas que os outros, por isso é preciso cuidado.

Um político muito importante já falecido, ao ser confrontado com uma pergunta de um jornalista sobre determinado facto, ficou entalado, mas teve uma resposta singular. Estamos a ver a mesma paisagem de janelas diferentes, exclamou. Passou-se há mais de 30 anos e nunca mais esqueci a sua resposta. Posso aprender sempre com pessoas com quem não estou de acordo, mas respeito. Passa-se agora o mesmo. Os que ganharam, exaltam as virtualidades dos seus e condenam duas ou três declarações, para justificar o seu triunfo. Os que perderam, referem algumas incidências que consideram importantes, para justificar a derrota. Os adeptos, comentadores e jornalistas perfilam-se cada um pela sua tribo. Normal. Sempre foi assim e será.

Mas, assim como o campeonato do Calabote, ainda hoje é referido nas discussões e no argumentário de alguns, este campeonato ganho pelo Benfica será sempre ensombrado por vários episódios. Além, de ter sido disputado quando o país atravessa uma das maiores crises sociais de que há memória. Então? Qual é o problema? Dirão alguns. Pois.

Quem tem um chapéu grande, não tem gado. Tem só um chapéu grande. (ditado do Texas)

segunda-feira, 12 de abril de 2010

António Horta Osório - Carta a um jovem gestor

http://www.cayolla.org/pdf/artigo_hosorio_exinfor.pdf Vale a pena ler. É um lição grátis. Mais do que o talento e o esforço, que são importantes, é a atitude de cerrar os dentes e dar tudo por tudo, que faz as equipas campeãs. Quem quiser que entenda. Por mim, tenho a certeza que é um dos artigos escritos mais importantes que li nos últimos tempos. Este texto foi publicado na revista Exame mas só hoje, devido a um amigo, tive acesso ao seu conteúdo.


Lageosa do Mondego


Lageosa do Mondego, Celorico da Beira, fica junto à junto à Serra da Estrêla. O clube local, o Centro Cultural e Recreativo da Lageosa está a disputar a 1ª Divisão Distrital da AFGuarda e já sabe que descerá de Divisão. Nos 21 jogos disputados averbou 21 derrotas e o score de golos marcados e sofridos é de 14-125. O guarda-redes, o melhor jogador, tem apenas 16 anos. O prémio de vitória são 25 euros. A entrada para os não sócios é de 4 euros. A receita chega a atingir 40 euros. O Lageosa do Mondego não tem dívidas. Provavelmente, o único clube português sem dívidas. Quem não tem dinheiro não tem vícios.

domingo, 11 de abril de 2010

O abuso do poder


Quando iniciei este blog não me passava pela cabeça o que poderia acontecer. Primeiro, porque sou uma nulidade em informática, e depois porque já tenho idade para ter juízo. Quando estive metido numa revolução no século passado, chamávamos aos velhos militares de "brigada do reumático". Hoje, faço parte da brigada do reumático. E os que me apontam o dedo ainda não sabem se farão parte dela algum dia. Quando comecei a escrever tinha muitas coisas para dizer. Achava eu. Moveu-me a repulsa que sentia e sinto pelo chamado abuso do poder de determinados jornalistas. Nos políticos, o abuso de poder pode ser julgado nos tribunais. Com os jornalistas isso não acontece. São impunes. É certo, que agora cada vez menos, porque o mercado está barato, os preços dos jornalistas baixaram muito com a lista de espera dos novos que querem entrar. A questão é o preço. Todos os homens têm um preço. Mas agora muitos estão a saldo.

Acontece, que à medida que foram saindo os posts, nasceu uma clientela, formada provavelmente por pessoas que gostam de os ler. Sinto-me na obrigação de escrever todos os dias. De encontrar assunto para os mesmos. Nem sempre é fácil. Claro, que a necessidade aguça o engenho, como diz o povo. Consegui, a pouco e pouco saber das preferência clubísticas de cada um deles. Um por um. Consegue-se. É um jogo muito divertido para um reformado. O que é muito importante. Assim, ao ler um artigo compreendemos melhor as intenções, os recados e os objectivos. A escrever sobre desporto não há inocentes. Não há isenção. Não há justiça. Há interesses. Também tenho interesses. Denunciar todas as situações que me parecem incorrectas e exaltar as que me apetece elogiar. Só que não me move o dinheiro. Até ver, acho eu.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Mister Jesus

video

Adeus Liga Europa

O pior não foram as análises dos calimeros. O pior não foi o Jorge Jesus virar-se para o defesa Sidnei na 1ª parte e dizer estás a brincar comigo?. O pior não foi o post ao estilo angolano do Avelãs, a fazer humor com as tonturas do Júlio César. O pior não foi a péssima exibição da defesa do Benfica. O pior não foi o Liverpool ser uma equipa melhor do que o Benfica e muito bem orientada. O pior, mesmo o pior, foi a palavra maldita de adeptos e do treinador para o Júlio César, que sofreu traumatismo craniano. Aguenta-te.
Mas o que interessa é ganhar, não é? Tiveram o que mereceram.
Nota : Posteriormente, vi as imagens na TV de Rui Costa agarrado à mão de Júlio César, quando este era transpotado na maca. És um Senhor, Rui Costa.
Alguns usam a estatística como os bêbados usam os postes : mais para apoio do que para a iluminação (Andrew Lary)

quinta-feira, 8 de abril de 2010

José Mourinho


Uma figura incontornável. Começa a ganhar os jogos nas conferências de imprensa. Os jornalistas medem as perguntas porque o ridículo com Mourinho mata mesmo. O Inter a ganhar ao Chelsea e o público a gritar pelo nome do português. Que diferença. E ganhar na Rússia é muito difícil. Muito. Há muitos factores extra jogo. Qual relvado sintético, qual quê? Quando eram miúdos jogavam na rua. O presidente Moratti quer mantê-lo a todo o custo. Mas as casas de apostas inglesas já jogam com o nome. Mourinho no Liperpool ? Ou no Manchester United ? Por mim, que sou pelo bom futebol, acho que contratar Mourinho não é um problema de transformação, é um problema de palavra, uma escolha com base no mérito.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Polícia Judiciária investiga roubo de site

A notícia surgiu de repente. O site ionline na sua rubrica de Desporto diz PJ encontrou matéria para investigar roubo do site 'Sportingapoio'. Transcreve-se a notícia.
O site "Sportingapoio", criado há cerca de sete meses mas já unanimemente considerado o maior site de adeptos do clube leonino, foi ontem pirateado. Os hackers conseguiram entrar no e-mail pessoal do criador da página, alteraram a palavra passe do utilizador no Facebook(onde a linha tinha cerca de 35.000 membros) e mantêm o domínio do site (quem aceder ao www.sportingapoio.com depara com uma página de cariz totalmente diferente). No entanto, e até ao momento nada foi apagado. Problema: os proprietários do site continuam a não ter acesso ao mesmo...Por isso, está já a ser feita uma queixa na Polícia Judiciária, até porque, "além dos valiosos conteúdos e opiniões de pessoas ligadas ao universo do Sporting, existe dinheiro envolvido, que vem da publicidade e eventuais interessados em adquirir o site". " Não sabemos quem fez isto mas é um roubo grave que acreditamos que existem formas de saber o que se passou", explicou ao i o proprietário.
Durante a tarde a história conheceu alguns desenvolvimentos: na vida real, a PJ encontrou matéria para investigar o ataque, existindo, segundo fontes ligadas ao processo, "grandes probabilidades de poder chegar-se aos hackers que efectivaram o roubo"; no mundo virtual, a página que surge agora no endereço também é totalmente diferente. Nos próximos dias existirão novidades sobre o assunto.
De facto, este site arrasou na net todos os outros do mesmo género. Entrou no circuito da concorrência com os sites mais conhecidos de desporto, correpondentes aos respectivos jornais. Nada que não possa ser reposto. Mas dá para ver o que vai acontecer no futuro a este nível. Nos Estados Unidos estão a acontecer fenómenos de expansão deste género que estão a arrasar com blogs e sites outrora dominadores. Já não basta escrever umas tretas nos jornais online para cativar a clientela. Basta ler um ou dois "relatório e contas" das principais empresas dos media, que estão na net ao alcance de qualquer um, para constatar que as coisas não vão nada bem para a comunicação social escrita e online. Novos tempos, novas vontades.

Comunicação (Social) a rir

video

Medida extrema

Singapura não tem tradição alguma no ténis. Seu maior sucesso foi a medalha de bronze em duplas nos Jogos Asiáticos de 1995. Na Copa Davis, é o número 107 do ranking de 135 países. Pois os dirigentes resolveram mudar isso e destinar US$ 500 mil para apoiar a carreira de dois miúdos, entre 12 e 14 anos, que receberão apoio maciço para os próximos três anos na expectativa de chegarem ao circuito profissional. Vão treinar dez vezes por semana e vão abandonar a escola, "Se não der certo, importaremos talentos", afirma um dirigente. É mole? (in tenisjn).
Nota : A expressão "é mole" é dita quando não se acredita em algo, ou temos dúvidas de que algo possa ser feito.

Nem todos os rios correm para o mar

O Dr. Eduardo Barroso previu na segunda-feira em directo, na TVI24 que isto iria acontecer. Depois da porcaria, as justificações. Já se esperava. Foi também no caso Izmailov. Mas aí, bico calado. Nem todos os rios correm para o mar. Alguns correm para lagos e tantos para outros rios, são os afluentes. Rios que se juntam a outros. Vá vimos que de geografia, também népia. A questão central (Dr. Seara) não era a notícia em si. Era os termos da notícia escrita pelos seus afluentes. Deselegantes, sem classe, escrita do tipo troglodita, no meio de rissóis e croquetes. Cerveja também.
Invejo as pessoas que bebem. Ao menos têm alguma coisa onde botar a culpa. (Oscar Levant)

Quem será o novo treinador do Sporting?


Depois da novela Villas-Boas que a SIC e o Record alimentaram, ficou o ridículo e o vazio para eles. Caladinhos. Semana calma portanto até quinta-feira à noite, e depois começará nova série de descobertas e invenções para preparar o derbi. Quanto aos candidatos a treinadores do Sporting, o site da oposição Sportingapoio fala em opções de origem francesa como Paul Le Guen, Gérard Houllier e Jean Tigana. Paul Le Guen treinou o Stade Rennais, o Lyon, o Rangers, Paris Saint Germain e selecção dos Camarões. Quanto a Houllier treinou Le Touquet, Lens, Paris Saint Germain, selecção francesa em vários escalões, Liverpool e Lyon. Tigana treinou Lyon, Mónaco, Fulham e Besiktas. Três bons e experientes treinadores, principalmente se o clube quiser apostar na Europa.

O jornal A Bola desta quarta-feira aponta como preferências da direcção do Sporting, o francês de 48 anos Paul Le Guen e o português de 41 anos Domingos Paciência (com cláusula de rescisão de 1,2 milhões de euros).

A novela terminará depois de 1 de Maio, segundo a cartilha de Costinha. Começarão entretanto uma dezena de novas novelas com a dispensa, venda e aquisição de novos jogadores. E desta vez, há dinheiro. Com a entrada do novo responsável para a comunicação, um jornalista vindo da SportTV, também baixou o ritmo dos ataques personalizados. Isso também é notório. Depois de terça-feira, começarão os ataques a uma nova figura e a um novo clube. Vamos esperar.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Resumo do fim de semana

Artur Soares Dias foi um árbitro contestado no derbi minhoto. Não vi o jogo, mas li o que foi escrito e vi resumos de imagens. Para mim é pouco para analisar o trabalho do árbitro. Mas apreciei a sua atitude de voltar atrás com uma decisão tomada. É de homem. A aflição do jogador Moisés, injustamente punido com vermelho directo, por ter jogado de cabeça uma bola, que foi numa primeira análise julgada como se fosse jogada com a mão, impressionou-me. Mas o árbitro voltou atrás. A mesma sorte não teve Pedro Silva, mas sentiu a mesma injustiça na pele. Mas o Lucílio, já se sabe. E quem será o árbitro do próximo Benfica-Sporting?
O segundo assunto, refere-se à triste figura que quase todos os jornalistas cor-de-rosa do Jornal Record fizeram ao longo das últimas semanas. Refiro-me ao caso Izmailov e ao caso Villas Boas. Com vários posts, denunciei as anormalidades. Mas o Record é mentiroso, relapso e contumaz. Faz as coisas de forma intencional. O que interessa é vender. Pode deitar pessoas ao chão e não quer saber se têm família, amigos ou problemas. Bota abaixo, que os nossos tem de ganhar. Estúpidamente alegres, gemem para satisfazer os fregueses.
O terceiro assunto, para uma breves linhas sobre treinadores grosseiros e boçais. Para Jesualdo, as palavras sobre os acontecimentos de Braga, com comentários infelizes e sem classe. E para falar em classe, que dizer do Jesus e do seu comportamento durante os jogos, parecendo louco, a mascar pastilha elástica e a dizer palavrões, correndo de um lado para outro. Um burgesso incurável.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Cristiano Ronaldo como sempre


A prestigiada e importante revista americana Time, como faz todos os anos, prepara uma lista com as 100 pessoas mais influentes do mundo. Este ano, o site da publicação apresenta uma relação com 200 nomes para serem votados pelo público. Entre eles estão o português Cristiano Ronaldo, o brasileiro Kaká, Didier Drogba da Costa do Marfim e o francês Thierry Henry. O argentino Lionel Messi está fora. Outros atletas presentes na lista são o suiço Roger Federer, os norte americanos Tiger Woods e Serena Williams. O suíço Joseph Blatter, Barack Obama e Luiz Inácio Lula da Silva também aparecem na lista.

Não existem na lista mais portugueses. Nem os shreks do Record.

Há várias maneiras de ser entendido : ser claro é uma delas (anónimo)

Coincidências

O que leva um árbitro, Pedro Proença, a não marcar nada a Carlos Martins que partiu a perna ao bracarense Mossoró, e no sábado foi tão célere a expulsar Izmailov?
As leis são como as salchichas, é preferível não assistirmos ao seu fabrico. (Otto Von Bismark)

domingo, 4 de abril de 2010

sábado, 3 de abril de 2010

As simulações e os desordeiros

Depois do Benfica-Liverpool, um arraial minhoto com o Braga-Guimarães. Começando com as simulações, o árbitro de baliza pode ser um auxiliar muito importante para o árbitro principal, se não levarem com petardos na cabeça. As falhas do árbitro sueco foram noutras zonas do campo e sempre com as simulações. Esta trilogia humana, maus árbitros, jogadores simuladores e público desordeiro vai arrasar com o futebol. Os simuladores, tipo Aimar, Di Maria e Renteria vão sempre existir, mesmo com o apoio dos treinadores que fomentam esse tipo de criatividade de faltas. Todos os clubes têm simuladores. Mas para extirpar este mal são precisos árbitros e não há. Quanto aos desordeiros dos petardos, ou lançadores de cadeiras é mais fácil resolver. Para o clube, interdição do estádio. Para os desordeiros, polícia.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Liverpool e os petardos


A imprensa inglesa considera a arbitragem do Benfica-Liverpool como vergonhosa. Dois penalties e dois petardos, os dois de três factos mais salientes. O jornal A Bola escreve que os responsáveis encarnados estão com o receio de um eventual castigo da UEFA (mais do que somente a multa). O terceiro facto mais saliente, foi a grande insatisfação manifestada por Jorge Jesus, considerando que a paragem do jogo quebrou o ritmo de jogo. Lol. Um reforço de decência, por favor.

Fomos recebidos como se fossemos terroristas. (declarações à SICN de uma adepta inglesa)